Reddit aplicativo puro

Devo trancar minha faculdade ou esperar pra ver se é isso mesmo que eu quero?

2018.03.28 15:51 nogosh_mpa Devo trancar minha faculdade ou esperar pra ver se é isso mesmo que eu quero?

Primeiramente sou novo aqui no reddit, não sei bem como funciona a plataforma se alguém quiser me dar dicas ou me recomendar algumas outras comunidades fique a vontade, qualquer informação é válida. E segundamente eu me empolgo bastante escrevendo, me perdoem por esse texto enorme.
Enfim... Tenho 18 anos e sou estudante de estatística na universidade federal do meu estado, e não sei se estou fazendo o correto seguindo este curso. Confesso que minha primeira opção no ENEM era Sistemas E Mídias Digitais na mesma universidade em que estudo, acho esse curso muito fantástico! Ele engloba computação, design, jogos, narrativas multimídia, um pouco de fotografia, coisas que eu adoro! Porém como esse mercado é bem difícil no Brasil e mais ainda no nordeste preferi deixar um pouco de lado e focar em algo que eu também poderia gostar e me dar mais retorno financeiro. Quando abriram as vagas do Sisu eu nem sabia o que colocar em segunda opção, e pesquisando gostei de estatística, é um curso que possui muito de computação, matemática e gosto bastante de estudar essas coisas, matemática um pouco menos que computação, mas porque não entraria ? Conquistei aquela vaga, por qual motivo eu não iria?
Fiz minha matrícula, entreguei meus documentos, tudo direitinho e entrei com a cara e a coragem me doando pra gostar do curso, afinal, eu aprendi a gostar de várias coisas durante minha vida, porque não estatística? Entrando no curso confirmei com o que todos ao me redor diziam “O curso é calculo puro!”, “Estatística é um curso muito difícil!”, “Pouquíssima gente se forma!”. Mas mesmo assim me doei, estudei mais do que o que eu estava habituado normalmente, me dediquei de verdade, comecei a me identificar com algumas cadeiras, mas percebia que era algo que eu ainda estava tentando me adaptar, que era algo que eu ainda não conseguia me imaginar fazendo daqui a cinco anos.
Porém algo me chamou atenção, mesmo tentando me descobrir em estatística vendo o campus e os projetos dele, o que me chamava mais atenção eram os projetos de Sistemas e mídias, não os do meu departamento, criação de aplicativos, web designer, oficinas de software, grupos de estudos sobre programação. E isso me fez questionar se realmente eu estou fazendo o que é correto. Minha namorada cursa publicidade e propaganda, e em muitos trabalhos que ela faz quem acaba fazendo sou eu, eu adoro analisar uma arte e tentar entender o que o autor quis representar com aquilo, por exemplo, um pôster de filme, eu adoro editar, perceber no cotidiano um bom momento pra uma foto irada, e tudo isso eu posso encontrar em Sistemas e Mídias Digitais.
Mas como disse antes, do mesmo jeito que eu aprendi a gostar dessas coisas, também posso de estatística… E ai? O que vocês acham que eu devo fazer?
submitted by nogosh_mpa to desabafos [link] [comments]


2017.10.07 01:45 Pertyew Sobre essa história de separatismo, e sobre mais autonomia aos estados

Bem, todos já devem saber dessa historia de separatismo que está rolando por aí, totalmente sensacionalizada pela mídia pra ganhar cliques. Estão rolando comentários literalmente de ódio aos sulistas, e não só direcionados aos organizadores daquele negócio mas a todos os sulistas. Quero esclarecer algumas coisas, primeiramente sobre a questão cultural.
Não é que sulista odeia os outros estados, muito menos se acham "superiores" a alguém. Sulista, principalmente nós gaúchos, em geral simplesmente gostamos da nossa terra. E, sim, gostamos mais dela que das outras. Afinal de contas, não é algo natural? Imagino que os cearenses gostem mais do Ceará que dos outros estados, que os goianos gostem mais de Goiás, e etc, afinal de contas é o seu lar., sua cultura, sua história e sua gente. Criar canções de amor á sua terra e mistificar figuras heroicas dela deveria ser algo totalmente natural de todo povo. Porém por algum motivo no Brasil atual virou motivo de vergonha gostar do chão onde se nasceu. Virou motivo de piada olhar para o passado e admirar os feitos de pessoas que pisaram na lama onde seus pés hoje pisam. A história não tem que ter sido perfeita, e os personagens são sim, humanos, e como tais tinham suas falhas, cometeram erros e tinham preconceitos. Não significa que seus feitos sejam menos épicos.
Outra coisa em relação à cultura: Sim, há rancor guardado pelos sulistas, e eu compreendo o motivo. O sul é relativamente negligenciado no Brasil em questão cultural. A maioria dos textos sobre cultura brasileira ignora o sul, ou então o menciona bem pouco. Além disso, a cultura do sul é vista como alienígena, estranha, exótica e "coisa de gente diferente" na mídia brasileira (Vide a Angelica forçando sotaque gaúcho e experimentando chimarrão como se fosse a coisa mais estranha do mundo no programa dela).
Temos que entender uma coisa: Música gaúcha é tão brasileira e representa tanto o Brasil quanto samba, bandinha alemã é tão brasileira quanto pagode, e assim em diante. (aliás, eu acho música indígena uma das mais ignoradas no Brasil. A arquitetura de Blumenau ou Gramado por exemplo, não é feita pra copiar a europa como se diz por aí. Ela é, sim, também arquitetura brasileira, afinal de contas os alemães que trouxeram essa arquitetura pra cá morreram como brasileiros (mesmo que hoje em dia tenha um pessoal que se julgue alemão ou europeu, ainda são brasileiros). O Brasil não é aquela caricatura feita pra gringo ver, podem existir brasileiros de todos os estilos e tradições. E isso não se aplica somente ao sul, mas a todos os estados e a todas as culturas. Inclusive acho que a cultura e música indígena deveria ser bem mais apreciada no Brasil, assim como é em países como Peru e Bolívia.
O pessoal aqui costuma rejeitar as influencias cultuais que vem de fora do sul por que os outros lugares tem forte rejeição à cultura do sul. A mídia Brasileira é extremamente centralizada e isso é um dos motivos disso acontecer. Infelizmente temos hoje, principalmente nas grandes cidades, sulistas que desejam a morte de sua cultura e querem mais é que o Brasil se torne um grande pedaço de terra monocultural, e isso alimenta essa rejeição. Sinceramente, por que? O que tem de tão ruim na cultura que seus pais, avós e bisavós cultivaram? Toda cultura deve ser preservada e admirada pelos seus integrantes e também pelos de fora.
Meu segundo ponto é a economia. O sul costuma ter os melhores índices de desigualdade social do país, principalmente nas regiões de colônia por causa daquela história de colônia de exploração x colônia de ocupação que já foi discutida por aqui. A questão é que o Brasil é como um organismo vivo, e é assim por que foi como o país se desenvolveu. SP não sustenta o país, assim como o Sul não é o único que provém matéria prima pra eles. Do jeito que estamos, nenhuma parte vive sem a outra.
Olhando por um outro lado, o argumento de que os estados do sul estão falidos não faz sentido. A dívida que os estados do sul tem é justamente para com a união, ou seja, estão falidos justamente por que estão dando todas as suas economias para Brasília ao invés de investirem em saúde e educação. "Ah mas foram eles que pediram os empréstimos" - acontece que esses empréstimos já se pagaram até mesmo se corrigir pela inflação. Todo o resto da dívida, que é de várias vezes o valor inicial, é puro juros "vazio", dinheiro que está indo de graça pra Brasília e que nunca trará retorno pros estados. Detalhe que essa situação não é nem de longe exclusiva dos estados do sul, tem UM MOTE de estados, inclusive os mais pobres nessa situação. Ou seja, esse sistema de ter juros altíssimos pros estados está trazendo danos a todo mundo, como vou falar agora.
O último ponto é sobre a maior autonomia dos estados, algo que absolutamente TODOS os estados se beneficiariam, além de matar de vez esse negócio de separatismo. A realidade no RS é absolutamente diferente da realidade no Amazonas. Não faz sentido você ter, por exemplo, leis ambientais iguais para os dois. Na minha opinião um das principais e mais urgentes questões é sobre o código penal e legislação sobre drogas. Se os Alagoenses acham que tá legal liberar a maconha, por que diabos um velho careca a 2000 km que nunca visitou o Alagoas e nem faz ideia do que se passa no estado tem direito a opinar sobre o que acontece lá? Simplesmente não faz sentido.
Um bom exemplo da falta de autonomia dos estados aconteceu uns meses atrás. Um juiz numa cidadezinha qualquer não lembro em qual estado resolveu suspender o Whatsapp no país todo. Quem esse cara pensa que é pra suspender o meu serviço caralhocentos km de distância? Me desculpe aí vossa divindade Juiz, mas mas acho que ele deveria ter poder de desativar o aplicativo no máximo do máximo no estado em que reside, e fim da questão.
Outro exemplo é o fundo partidário aprovado agora a pouco, se dependesse do sul não teria sido aprovado. É só um exemplo de como a política pode ser diferente sim de região para região. Se os acreanos acham que está beleza a eleição estadual ser financiada por iniciativa privada, deixa os cara implementarem isso, cacete, por que o governo federal tem que dar pitaco? Será que os Deuses de Brasília acham que os governos estaduais não tem maturidade o suficiente para lidar com essas questões?
O governo federal leva nosso (de todos os estados) dinheiro embora pra pagar dívida feita em negócios que não ajudaram ninguém de estado nenhum. Cria leis que só tem ele mesmo como beneficiado e acha que tem o dever de regir tudo que acontece nos estados de forma nivelada e generalista. O Brasil não vai funcionar desse jeito nunca.
Enfim, esse é o meu desabafo e minhas opiniões, que podem sim estar erradas, mas são essas. Desculpem pelo texto grande.
submitted by Pertyew to brasil [link] [comments]